Veja os cuidados para evitar que seu gatinho adoeça e como tratar

Quando começa o frio todos se preocupam logo com a gripe que pode bater à porta. E com os gatos não é diferente. Essa época do ano aumenta a transmissão de vírus e bactérias que podem causar o complexo respiratório felino, popularmente conhecido como a gripe felina, gripe dos gatos. 

O primeiro ponto importante é que a gripe dos gatos é transmissível apenas entre eles. Ou seja, não passa de gato para ser humano ou cachorro e vice-versa. 

O Complexo respiratório felino é causado por dois tipos de vírus: Herpesvirus felino e o Calicivirus felino. Mas a doença também vir juntamente com a bactéria, a Chlamydia Felis. 

Os agentes causadores podem vir sozinhos ou associados. O Herpesvirus felino, por exemplo, normalmente contamina o gato sozinho.

Sintomas da gripe dos gatos

Fique atento a alguns sintomas para identificar se seu gatinho pode estar doente. Secreção nasal, espirro e secreção ocular. É muito comum nesses casos que haja lesão nos olhos. Seu gato pode ainda apresentar conjuntivite severa e até úlcera de córnea.

O cansaço e as vias respiratórias congestionadas também indicam a gripe felina. Os gatos também perdem o apetite. “É preciso ficar de olho na alimentação e forçar o gatinho a comer. A subalimentação pode aumentar os riscos de outras doenças”, explica a veterinária da Clínica We Love Cat, Clarissa Dosualdo

Cuidados com a gripe felina

A vacina anual é muito importante para esses agentes do complexo respiratório felino. Ela diminui os sintomas e até evita que os gatos contraiam as doenças. E se a gripe felina não for tratada, também pode evoluir para uma pneumonia ou sinusite.

“O diagnóstico pode ser feito em uma consulta simples. O tratamento pode variar com antibiótico, antipirético, antivirais, descongestionantes próprios para os gatos e hidratação, principalmente nos filhotes, pois os felinos perdem o apetite”, completa Clarissa.

E, muita atenção, não se pode usar os antigripais que você tem em casa, indicados para humanos. Esses medicamentos contêm paracetamol, que é toxico para o gato.

Diagnosticado e medicado, seu gato pode precisar de até 15 dias para curar uma infecção aguda.

WhatsApp Fale conosco no WhatsApp