Escolha uma Página

Saiba como é o pós-operatório da castração e os cuidados que você precisa ter

Que a castração é muito importante para o seu gato você já sabe, né? Nós mesmos já falamos isso alguma vezes. Castrar os gatos aumenta a qualidade e expectativa de vida deles. Bom, aí você me pergunta: “Castrei meu gato, e agora?”. 

Pensando nisso, vamos falar hoje sobre o pós-operatório da castração e os cuidados que você deve ter. Apesar de ser um procedimento comum, é uma cirurgia e precisa de cuidados. 

Repouso 

A primeira coisa importante após a cirurgia de castração é o repouso. São 10 dias de repouso e o gatinho precisa ficar mais quieto, evitar movimentos bruscos. 

Sabemos que não é fácil, os tutores sempre reclamam sobre a dificuldade de manter os gatos em repouso. Por isso mesmo a Dra. Clarissa Dosualdo, responsável pela Clínica We Love Cat, explica: “A melhor maneira para garantir o repouso do gatinho, infelizmente, é restringindo o movimento dele e isso geralmente significa restringir a área de acesso. Castrei meu gato, agora é hora de cuidar do repouso dele”, explica. 

A opção é deixá-lo em locais menores, sem espaço para que ele possa pular para subir, com brinquedos que não exijam atividades muito fortes. 

Roupa cirúrgica

Para as fêmeas, a roupa cirúrgica no pós-operatório da castração é obrigatória durante os 10 dias de repouso. Por ser um procedimento mais invasivo, precisa ficar bem fechado e protegido. 

Além da roupa, os tutores também precisam limpar com soro fisiológico e spray com propriedades antimicrobianas, um remédio que vai evitar a infecção. Essa higienização com o soro fisiológico vale para os dois – macho e fêmea. 

No caso dos machos, a roupa não funciona muito bem porque não evita o contato do gato com a “ferida cirúrgica”. A cirurgia é feita muito próxima ao ânus do animal e então só o colar, o famoso “abajur”, vai realmente impedir o gato de mexer nos pontos. 

Em alguns casos, em menos três dias o gato já pode tirar o colar. Em outros, é preciso deixar o animal com o colar mais alguns dias. Quanto menos o tutor mexer no local da cirurgia, menos o gato vai cheirar e se lembrar do machucado. 

Observação

Durante o tempo que está de repouso, o gato precisa ser observado pelo tutor. Sinais importantes são as atividades básicas que ele realiza todos os dias – alimentação, urina e fezes. 

É preciso ficar de olho se o gato está se alimentando bem e usando a caixa de areia. 

Se ele estiver muito quieto – além do normal – isso também pode ser um problema. “Qualquer coisa que sair da normalidade deve ser comunicada ao veterinário para que veja e se evite problemas maiores”, completa Dra. Clarissa. 

Retirada de pontos

Durante os 10 dias de repouso o gato pode precisar de remédios em comprimido ou gotas. O veterinário poderá indicar remédios antibióticos, anti-inflamatórios e até remédios para dor. 

Confira aqui qual a melhor maneira de dar um comprimido para seu gato!

A retirada dos pontos só pode ser feita pelo veterinário, com cuidado. Na maioria das vezes, após essa retirada o animal já está liberado para todas as atividades normais.

Siga a We Love Cat no Instagram!

WhatsApp Fale conosco no WhatsApp