Desidratação é comum nos felinos e é preciso cuidado para evitar maiores problemas

Os gatinhos têm muito problema de desidratação, você sabia? A situação, apesar de comum, pode criar muitos problemas para os felinos, que já são conhecidos por ter muitos problemas renais

Por isso, é importante saber identificar quando seu gato está desidratado e cuidar para que ele beba bastante água. 

Hidratação

“Os gatos não gostam muito de água, por isso precisamos pensar em alternativas para que eles bebam água. Uma delas é a água em movimento, nas fontes. Outra é a partir das comidas úmidas”, explica a veterinária Dra. Clarissa Dosualdo, responsável pela Clínica We Love Cat. 

Segundo ela, enquanto as rações comuns têm de 7% a 12% de água, as comidas úmidas chegam a até 80% de água. 

A hidratação ajuda no funcionamento normal do corpo e a evitar problemas urinários. A água é um nutriente essencial para os gatos. Ela representa cerca de 60% a 75% do peso de um felino adulto. 

Sinais de desidratação

Uma das formas de identificar a desidratação é pela elasticidade da pele do animal. Normalmente as “pregas” que fazemos ao puxar a pela voltam ao local rapidamente. Mas, se o gato estiver desidratado, a pele irá voltar mais lentamente. 

“Outra forma é pela observação da gengiva. Os gatinhos desidratados estão com a circulação menor no local e, quando passamos a mão, o dedo fica com aquela sensação de estar pregando pelo local estar mais seco”, completa Dra. Clarissa. 

Clínica We Love Cat

Águas Claras agora tem um espaço exclusivo para gatos. Toda pensada para diminuir o estresse dos animais quando vão ao veterinário ou pet para banho e tosa, a Clínica We Love Cat foi inaugurada neste mês de junho. 

Sob a responsabilidade da veterinária Clarissa Dosualdo, o local está equipado para internação de até 8 gatos ao mesmo tempo, sem contato visual, e possui, ainda um centro cirúrgico próprio para procedimentos. 

WhatsApp Fale conosco no WhatsApp