Entenda os tipos de alergias cutâneas mais recorrentes nos gatinhos e como tratar

Muita gente não sabe, mas é comum que gatos tenham alergia. Assim como nos humanos, os sinais e sintomas são incômodos e podem trazer outros problemas para o gato, por isso é importante identificar e tratar corretamente um gato com alergia.

São três os tipos de alergia cutâneas nos felinos: Alergia à picada de pulga, alergia alimentar e atopia.

A alergia é uma reação exagerada do corpo a algum alérgeno, substância que não é um problema para todos. Com o contato com o alérgeno, o corpo aumenta a liberação de histamina, uma substância inflamatória, e os sinais aparecem.

Em todos os casos de alergias cutâneas no gato haverá prurido intenso (coceira); alopecia (perda dos pelos) porque os gatinhos acometidos se lambem demais para aliviar a coceira; escoriações na pele, já que o felino se machuca com as unhas devido ao prurido; e dermatite, que é quando essa pele lesionada sofre contaminação bacteriana.

Diferenças

No caso da alergia à picada de pulga, as lesões na pele acontecem mais frequentemente na base da cauda e no dorso do gato. O tratamento é feito com ectoparasiticida de contato.

Já quando falamos de alergia alimentar, a manifestação se dá normalmente no pescoço e face do gato. O tratamento será com a mudança da ração para opções de rações hipoalergênicas. O mercado oferece uma série de opções.

A atopia, por sua vez, é uma classificação que surge quando o gato é alérgico, mas não é a nenhuma das opções anteriores.

O problema pode ser ácaro, fumaça de cigarro, produtos de limpeza e higiene, entre diversos outros. O tratamento será feito com corticoides e anti-histamínicos.

Diagnóstico correto da alergia

“É sempre importante pesquisar o que desencadeia a alergia no gato para o correto diagnóstico e tratamento adequado. Muitas vezes, para encontrar o alérgeno, será necessário tempo, persistência e disciplina”, explica a veterinária da Clínica We Love Cat, Dra. Clarissa Dosualdo.

Nesses casos, a dedicação do tutor para o tratamento é essencial, já que o veterinário precisará fazer vários testes para identificar qual item está causando a alergia.

Em todos os casos, ao menor sinal de reação alérgica, o tutor deve procurar um veterinário e investigar.

Acompanhe a We Love Cat no Instagram!

WhatsApp Fale conosco no WhatsApp